OS MAKERS

SOMOS INSPIRADOS PELA CULTURA MAKER

Esta cultura é alicerçada no movimento “faça você mesmo”, cujo objetivo é propor experiências de aprendizagem mão na massa, produzindo artefatos a partir do interesse e necessidade de soluções.
Sua origem está relacionada à ideia da sustentabilidade e da ressignificação de objetos, bem como do conhecimento sobre como as coisas são construídas, ou a possibilidade de recriar determinadas mecânicas e aprender sobre seu funcionamento, de forma a aproximar a ciência e desenvolvimento de artefatos do cotidiano das pessoas.

QUEM FAZ A CIRCUITO MAKER

Fillipe Welausen

A tecnologia faz parte da sua história desde a infância, quando se tornou um “Maker” e foi capaz de criar uma sistema que melhorasse as condições de vida de seu pai, vítima de uma grave doença.

Com 12 anos, já trabalhando com um tio engenheiro, aprendeu eletrônica e desenvolveu seus primeiros projetos com robótica e sucata. E principalmente, ampliou seu interesse por projetos de acessibilidade.

Atuou por 9 anos com eletrônica industrial e equipamentos analíticos atendendo empresas como Parmalat, Perdigão, Ambev, PepsiCo, O Boticário, Tubos e Conexões Tigre, Azaleia, Petrobrás e entre outras.

Mestrando em Informática na Educação, especialista em Docência Superior, formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, desde 2011 é docente nas plataformas Arduino, Raspberry PI e demais dispositivos de IOT (internet das coisas).

Fundador da empresa Circuito Maker, se especializou em fabricação digital e design. A tecnologia faz parte da sua vida, é um hobby, uma paixão, um trabalho e não se vê fazendo outra coisa.

Priscila Welausen

Bem antes das palavras MAKER e EMPREENDEDORISMO se tornarem conhecidas (como são atualmente), ainda na adolescência se apaixonou por tecnologia e colocou na cabeça que teria seu próprio negócio.

Emancipada pela família, se tornou sócia de empresas de design gráfico, design web e até um site de relacionamentos. Depois de quase 15 anos na área desenvolvimento web, e-commerce e marketing digital, a sua atividade paralela de ensinar programação para outras garotas virou uma profissão. Percebeu que ensinar e criar ferramentas que descompliquem a tecnologia na sala de aula era o que gostaria de fazer. Foi atrás de aprender metodologias se especializando em Design Thinking e Neuropsicopedagogia.

Mestranda em Informática na Educação, é docente de robótica, impressão 3D e tecnologias do movimento maker para educadores e profissionais que buscam aprimorar suas habilidades com uso da fabricação digital.

Desde 2015 a Circuito Maker é sua prioridade. Seus projetos envolvem empreendedorismo, fabricação digital e aprendizagem criativa. Na sala de aula é onde se sente mais feliz, pois ensina o que vive e acredita.

MAKER BLOG

VOCÊ JÁ CONFERIU AS NOSSAS NOVIDADES?

Em nosso blog temos notícias sobre o movimento maker, dicas de ferramentas e tutoriais simples sobre componentes eletrônicos, impressão 3D e outros equipamentos.

Confira as nossas políticas de privacidade, e decida se aceita. Ou cancele, se desejar. Aceito Leia Mais